Game of Thrones | Bom ritmo e um final de pegar fogo marcam o quarto episódio

Comentarios

Cuidado, pequenos spoilers de Game of Thrones abaixo!

É evidente o trabalho da HBO para finalizar a série de forma com maestria, o episódio dessa semana deixou isso claro. Em temporadas anteriores o meio de temporada sempre meio chato e enrolação, agora que a série definiu a quantidade de capítulos que terá e com roteiros finalizados, nessa isso não acontece. The Spoils of War, mostra o quanto D.B. Weiss e David Benioff, querem te deixar "preso" na tela, olhando atentamente, esperando o que vai acontecer. O episódio foi frenético, sem muita enrolação e com tudo auxiliando na progressão da história.

O episódio ainda contém dois incríveis momentos, que toda fã queria ver. Finalmente vemos os Starks juntos - pelos os que conseguiram sobreviver - Daenerys voando pelos céus com seu dragão e subjugando seus inimigos, claro que essa parte foi espetacular, mas a melhor parte, na minha humilde opinião, foi o desenvolvimento dos Starks, mostrado no norte. Os herdeiros de Ned e Catelyn nós fizeram relembrar o quanto foi difícil foi sua jornada e o quanto nós sofremos assistindo. Arya que apenas era uma criança travessa e atrevida, hoje tem uma lista de nomes a quem matar, quase todos mortos. Sansa, que queria se casar com um bom príncipe hoje ela é uma grande e destemida líder lutando por seu povo. Bran, adorava escalar e bastante inocente, se tornou O Corvo de Três Olhos, a pessoa mais sábio dos Sete Reinos. Nessas memórias é que esse quarto capítulo mostra sua força narrativa de maneira mais ampla, mostrando o quanto a sede de poder dos líderes de Westeros corrói a tudo e a todos sem dó nem piedade.

O diretor do episódio, Matt Shakman, fez um bom trabalho mesmo com altos e baixos: Nas cenas em Winterfell, ele brilhou, o diálogo de Bran e Mindinho foi incrível, com cortes bem feitos e uma direção de fotografia ótima, se de um lado enquanto Bran falava de forma calma e fria uma luz de chama iluminava seu rosto, já o Lorde Baelish era o oposto, a medida que menciona a mãe de Bran ele era tomado em uma luz azul de forma fria. Bran parece estar distante de sua "humanidade" mas ainda se preocupa com sua família, Mindinho se diz apaixonado por Catelyn Stark, mas na verdade está buscando seus próprios objetivos. Vale ressaltar a conversa dos dois mais a fundo, pois Bran cita "O caos é uma escada" frase dita pelo próprio Mindinho em diálogo com Varys, na terceira temporada, mostrando que ele sabe, de fato, de tudo (e deixando um Mindinho realmente assustado). 

O episódio também levantou alguns bons questionamentos: Daenerys, mesmo com intenções, está começando a tomar algumas atitudes que a fazem parecer um pouco louca e ficando bastante imprevisível. Mesmo com o rancor família, será que Tyrion continua aliado da Mãe dos Dragões? Arya pareceu não gostar muito da presença do Mindinho, mesmo não estando em sua lista, será que ela vai mata-lo? Essa parece mais perto de se concretizar, a troca de olhares entre os dois foi puro ódio e Arya está mais habilidosa do que nunca. Se ela descobrir o que Lorde Baelish estava por trás de toda a desgraça que vêm assolando sua família desde a primeira temporada, ela pode acrescentar seu nome na lista.

The Spoils of War foi o episódio que começou a arrumar e posicionar as principais peças para o Jogo dos Tronos (em português o nome não é tão legal) criando o clímax para o desfecho desta temporada e aguardando o que ainda está por vir - aproveite e confira o trailer do quinto episódio - só nos resta agora esperar uma semana e bolar teorias sobre o que vai acontecer em seguida, além de fazer tudo isso, essa parte da trama só reforçou a ideia de que ninguém está seguro em nenhum dos Sete Reinos.

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ WhatsApp Linkedin Technorati Digg